A Fratura

Blumenau (SC), 01 de Junho de 2014. No dia 01 de junho, domingo a noite, voltando a pé para casa depois de uma caminhada, sem perceber o desnível de aproximadamente 80cm em uma calçada, cai.

Uma queda, banal diga-se de passagem.

Na hora, sem perceber e apenas sentido dor, andei com muita dificuldade por mais uns 500 m. Na manhã seguinte, com o pé muito inchado e sem poder encostá-lo no chão, a Dani me levou para o Hospital Santa Isabel.

Raio-x e o diagnóstico. Fratura do terço distal da fíbula.

Raio-X da Fratura do terço distal da fíbula

Depois de 10 dias, fiz um novo raio-x; e a confirmação que não precisaria fazer cirurgia para dar continuidade ao tratamento. Um grande alívio, agora era apenas repouso, perna erguida e muito gelo.

Sem poder acreditar que depois de percorrer mais de 250 km em provas de Trail (trilhas, montanhas, costões, areia, descidas, subidas, praias e desertos), fui justamente ter a minha primeira fratura, andando em uma calçada... 

O incidente ocorreu 15 dias antes do Desafrio. Em contato com a organização da prova, me devolveram a taxa de inscrição. Queria agradecer aqui as mensagens de apoio que recebi da organização da Ecofloripa.

Também já havia feito a inscrição para a Maratona de Santa Catarina, e conforme menciona no regulamento: o valor da inscrição não será devolvido em nenhuma hipótese.


O próximo retorno ao Hospital, será dia 08 de julho. Onde espero receber alta, colocar o pé no chão e começar a fisioterapia.


Queria agradecer em especial, a toda equipe do Hospital Santa Isabel, ao ortopedista Doutor Luciano Alves de Oliveira pela condução do tratamento. Ao nobre trabalho da Abludef, de Blumenau e a inestimável Dani pelo carinho e atenção.

Enquanto isso, recomento a leitura desse incrível livro... 
uma história de pessoas, desafios e conquistas.


Logo eu volto. Volto correndo.



Comentários

  1. Que dureza isso hein Marcelo. Mas vc vai ficar bom e quando voltar vai ficar melhor que antes, com a minha lesão foi assim.
    Boa sorte ai parceiro, se precisar de alguma coisa avise.
    Abraço e melhoras...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Fabio.

      Lembro da sua lesão. Assustou também.
      Agora paciência... e seguir as recomendações médicas.

      Obrigado pelas palavras de apoio.

      Abraços e se cuida por ai.

      Excluir
  2. Marcelo , muita força para ti !!
    ...que essa recuperação seja rápida e muito boa !!

    Vais voltar ainda mais forte e resistente , não tenho qualquer duvida disso !!

    um abraço de Portugal
    Artur

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Artur,

      É sempre bom receber o apoio e o carinho dos amigos.

      Você esta correndo muito... em junho foram quase 400 km percorridos, é muito chão. Parabéns!

      Valeu pelas palavras.

      Um grande abraço,


      Excluir
  3. Puxa, meu amigo. Que coisa, isso. Acabei de saber também que ocorreu o mesmo com um amigo, porém com rompimento de ligamentos. A gente corre quilômetros e quilômetros e não acontece nada e por causa de um desnível na calçada acontece esses incidentes. Mas menos mal que não foi necessário cirurgia. Logo logo vai estar recuperado. E as provas se repetirão ano que vem !!! Boa recuperação, Marcelo. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Eduardo.

      Valeu mesmo. Eu também demorei para escrever aqui no blog. O tombo foi até engraçado, tanto que comecei a rir no momento, mas foi a forma que o corpo caiu sobre a perna é o que ocasionou a fratura.
      Você também passou por um período off ano passado.

      Vou me recuperar e vamos nos reencontrar nas maratonas.

      Um grande abraço meu amigo.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Desafio do Mirante - 4,7km

Corrida Internacional de São Silvestre - 15 km